Bailarina (para Érica)

Abrem-se
as cortinas.
O espetáculo
inicia-se …
dentro de mim.

Giram,
saltam,
correm
de lá
pra cá
sensações multicores.
Emoções inéditas
iluminam-se.

Baila,
linda.
Descobre
a beleza.

Baila,
ainda,
pr’eu viver
essa leveza.

Bailarina,
dança na
minha rima.
Gira na
minha lira.
Faz palco
meu coração.

Bailarina,
como bailas
se não
pisas no chão?

Ainda não tinha postado nenhuma tentativa de poesia minha… Essa fiz pra minha neguinha. São as impressões da primeira vez que a ví dançar. E foi no Castro Alves!!! Minha neguinha é foda!!!!

2 comentários

  1. tinha comentado, mas o blogger adora me boicotar!adorei seu comentário, fico muito feliz que goste do que eu escrevo. acho que minha irma ja me mostrou o teu blog antes, o meu era verdinho assim e eu gravei isso.a gente se conhece? um beijo!

  2. combinamos em publicar ao mesmo tempo as primeiras tentativas de poesia?!?!sua namorada deve dançar muito lindamente pra causar tamanha inspiração.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: