Frágil

Esse é o título da peça para soprano e conjunto de percussão que tenho anunciado por aí que estou começando a compor. Frágil.

Nesse link tem uma explicação bem detalhada do processo de planejamento da peça. Quem se interessar em saber o que tenho feito, lido e pensado sobre composição, vale a pena dar uma olhada no post. É válido, também aos interessados, dar uma olhada geral no blog TOPO/BASE, escrito pelos estudantes dos seminários em composição e estudos especiais ministrados pelo Prof. Dr. Paulo Costa Lima, que media e norteia toda a discussão. Sim, é por causa desse seminário “frita-côco” que não bêbo e fico enchendo o saco pra acabar o samba mais cedo na quinta… tenho que estar no Canela às 9 da manhã de sexta!

Pra todos os que não quiserem ir lá, fica aqui o texto que escrevi pra essa peça.

 

Frágil.

Mais que só na etiqueta,

no adesivo colado

na testa.

Mais que um rótulo.

Frágil,

mais que só

na caixa.

Mais que de louça.

Mais que uma flor

de jasmim.

Que qualquer pétala

de qualquer cor.

Mais que a linha do Equador.

Delicado.

Mais que qualquer

Equilíbrio.

Que qualquer

pindaíba.

Seja essa

qual essa seja.

Mais que qualquer barraco

no alto de qualquer

buraco.

Que qualquer balsa,

qualquer alça

ou qualquer taça.

Mais que delicado.

Mais que trêmulo

ou quebradiço.

Mais que frágil,

volátil ou fronteiriço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: