OCA participa da série “Quinze” no Rio de Janeiro

Sergio Roberto de Oliveira e a série “Quinze”

As datas redondas sempre estimulam celebrações e não poderia ser diferente neste ano em que se comemora 15 anos de carreira do compositor Sérgio Roberto de Oliveira. Aluno de Guerra-Peixe (1990 a 1992) e indicado ao Grammy Latino 2011 em composição clássica contemporânea – está sendo novamente indicado, em 2012, desta vez, na categoria “Melhor Álbum de Música Clássica” com o CD “Prelúdio 21 – Quarteto de Cordas”, do grupo de compositores do qual faz parte, o Prelúdio 21, tendo como intérprete o Quarteto Radamés Gnattali – o compositor e músico festeja a data de forma especial, lançando o box “QUINZE”, com quatro CDs comemorativos, no dia 07/10. Desde julho reunindo intérpretes e compositores no espaço cultural, Sérgio Roberto de Oliveira terá como convidado, desta vez, o grupo americano de compositores Vox Novus, com um programa de obras de ambos, interpretadas por Maria Carolina Cavalcanti (flauta), Thiago Tavares (clarineta) e Antônio Ziviani (piano).

A participação de compositores baianos da OCA

No próximo domingo, dia 14/10, às 17h, no Centro Cultural Justiça Federal, Rio de Janeiro, com entrada franca, é a vez da participação de compositores baianos na celebração dos quinze anos de carreira de Sergio. Quatro compositores da OCA, grupo de compositores baseado em Salvador, terão suas obras apresentadas no concerto, que tem performance a cargo dos músicos cariocas Maria Carolina Cavalcanti, Thiago Tavares, Gabriel Lucena e Murilo Alves.

Alexandre Espinheira, Guilherme Bertissolo, Paulo Costa Lima e Paulo Rios Filho irão dividir o programa e o palco com o compositor homenageado, e estarão presentes à festa, que marca ainda a estreia mundial de três das sete obras apresentadas: Groove (Rock’n Roll), de Espinheira; Fumebianas nº 5, de Guilherme Bertissolo; e nav tirs nekadus hibridus nº 4, de Paulo Rios Filho.

Além destas, incluem-se ainda no programa as músicas “Apanhe o jegue” e “Ibejis N. 2” (Paulo Costa Lima), “Rossianas” (Paulo Rios Filho) e “3 músicos” (Sergio Roberto de Oliveira).

“A participação da OCA na importante série do compositor carioca marca a mais do que saudável fase atual da música erudita contemporânea baiana”, assinala o compositor Alexandre Espinheira. Para ele, o convite “representa o reconhecimento da produção dos compositores da Bahia, uma construção que começou lá atrás, ainda na década de 1960, com nomes como os de Ernst Widmer, Lindembergue Cardoso e Fernando Cerqueira.”

A saúde da fase atual se deve em grande proporção à forte atuação da própria OCA na cena cultural de Salvador, com a realização do projeto MAB–Música de Agora na Bahia, por exemplo, bem como de seus membros, em ações individuais, mas não menos articuladas. Essa articulação, seja em grupo ou individualmente, tem trazido bons frutos a nível nacional e internacional, como é o caso da recente turnê em Portugal, feita pelo compositor Guilherme Bertissolo e a bailarina Lia Sfoggia (também da OCA), apresentando o espetáculo m’bolumbümba; ou com a recente escolha, através de votação, de Paulo Costa Lima para compor uma das obras hors concours da XX Bienal Brasileira de Música Contemporânea, que acontecerá também no Rio, em 2013; ou ainda com a recente encomenda de obra inédita feita pela Americas Society, de Nova Iorque, ao compositor Paulo Rios Filho, peça que será estreada pelo grupo ICE–International Contemporary Ensemble, em Abril de 2013, na cidade norte-americana.

“É claro que este é todo um trabalho que não é, de forma alguma, ação exclusiva e individual da OCA, ou de seus membros”, ressalta Paulo Rios Filho. “Somos parte de uma rede muito forte, na qual se integram, por exemplo, o Grupo de Percussão da UFBA, o GIMBA e o Camará, bem como a própria Escola de Música da UFBA, todos tendo como meta o fomento e a divulgação da música clássica feita nos dias de hoje”, conclui.

Serviço
Concerto da série “Quinze” – Sérgio Roberto de Oliveira convida OCA
apresentando obras de: Sérgio Roberto de Oliveira, Paulo Costa Lima,
Guilherme Bertissolo, Paulo Rios Filho e Alexandre Espinheira

Centro Cultural Justiça Federal, Rio de Janeiro – RJ
Domingo, dia 14/10 – 17h | entrada franca

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: